Exposição - WATCHERS branco vs vermelho

Luís Louro (Lisboa, 1965) ed. Asa/Leya

 

Com um argumento que nos leva a explorar as profundezas da consciência humana, Watchersé um retrato do estado da nossa sociedade e a refletir sobre as nossas prioridades.

Esta é a história do Sentinel, um utilizador da plataforma onlinePeople Watching que,tal como os outros, é um Watchermas não um Watchercomo…os outros. Numa demanda para estar sempre no topo, acaba por entrar numa onda de crimes, dando azo a perseguição policial, ao nascimento de cultos, de haters, num caminho alucinante e sem regresso… 

Característica distintiva do novo álbum de Luis Louro é o facto de, provavelmente pela primeira vez na história da Banda Desenhada, ser publicada uma edição com duas versões diferentes: a “vermelha” e a “branca”, cada uma com um final distinto. Dito de outra forma: uma história surpreendente com dois finais possíveis à escolha do leitor!

 

Projeto e Execução de cenografia: Teatro Extremo – Catarina Pé-Curto (coord.) com Ana Filipa Sabala, Andreia Egas, Beatriz Mendes, Cláudia Gonçalves e Margarida Pé-Curto